Espécie de macaco ameaçada de extinção é encontrada no Sertão de Alagoas


IMA confirmou o registro de pelo menos dez macacos da espécie macaco-prego-galego. Endêmico do Brasil, espécie é encontrada apenas no Nordeste Espécie de macaco encontrada em área de preservação no Sertão de Alagoas
Após anos sem serem vistos em Alagoas, pelo menos 10 primatas da espécie macaco-prego-galego, o mais raro entre todos das oito espécies, foram registrados pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) em uma área de conservação no Sertão do Estado.
📲 Clique aqui para se inscrever e receber no seu Whatsapp as notícias do g1
O macaco-prego-galego costuma habitar em locais da Mata Atlântica e Caatinga dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. A espécie está ameaçada de extinção e não era vista na região há muitos anos.
Os macacos-prego-galegos possuem pelagem dourada e percorrem longas distâncias em um único dia e frequentam outros tipos de vegetação: os mangues. Lá eles também caçam e se alimentam de tudo, só parecem se sentir intimidados por um único animal: o caranguejo.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
LEIA TAMBÉM:
Entenda por que macaco-prego-galego foi considerado um mistério para a ciência
Macaco-prego-galego é o primata mais raro do mundo
Foto de arquivo mostra macaco-prego-galego se alimentando
De acordo com Epitácio Correia, gerente de Fauna e Flora do IMA, a presença do macaco-prego-galego na região é muito importante para o IMA. “É um bicho que precisa de fato de uma área conservada, com recursos ambientais minimamente equilibrados. O que nos deixa muito felizes é que o bando está íntegro, saudável e que está reproduzindo, o que aponta para um cenário muito positivo”, disse Epitácio.
“Todos que fazem parte da unidade de conservação e que lutam para proteger a área estão muito felizes. Esse tipo de registro traz um peso muito grande no sentido de fortalecer as ações de proteção e conservação e de intensificar as ações de fiscalização e monitoramento dessas áreas”, completou Epitácio.
O IMA não informou o local onde eles foram encontrados na tentativa de protegê-los da ação humana.
Segundo os pesquisadores, o animal é conhecido por uma inteligência aguçada, capaz de transformar uma simples pedra em ferramenta para a própria alimentação e emitir mais de 30 sons diferentes. Apesar disso, não é fácil encontrá-lo pelas matas, é uma tarefa que requer muita atenção e cuidado.
Foto de arquivo mostra macaco-prego-galego andando pelos galhos das árvores
Thiago Zanetti
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL

Bookmark the permalink.