Jovem achado morto na Lagoa Mundaú, em Maceió, tinha saído do presídio há 4 meses, diz polícia


Parentes disseram que Maicon da Silva Crispim saiu de casa na noite de domingo após receber uma ligação e não retornou mais. Corpo foi encontrado na água com perfurações. Corpo é encontrado na Lagoa Mundaú na manhã desta segunda-feira
O jovem encontrado morto na manhã desta segunda-feira (21) na Lagoa Mundaú, no Vergel, em Maceió, havia deixado o presídio há quatro meses. De acordo com a Polícia Civil, Maicon da Silva Crispin, de 22 anos, foi preso por tráfico de drogas e tinha ganhado liberdade recentemente.
📲Clique aqui para se inscrever e receber no seu WhatsApp as notícias do g1
A polícia suspeita que o crime tenha relação com os antecedentes da vítima. “Acreditamos que o motivo do crime tenha sido o seu envolvimento com o tráfico”, disse o delegado Alcides Andrade.
Segundo os parentes de Maicon, ele saiu de casa na noite de domingo (20) após receber uma ligação e não retornou mais. A irmã contou que, horas depois, a família recebeu a notícia de que ele havia sido assassinado.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Corpo encontrado na Lagoa Mundaú em Maceió
Isabele Monteiro/TV Gazeta
Os primeiros levantamentos da polícia apontam que Maicon foi assassinado e teve o corpo jogado na lagoa, onde foi encontrado nesta manhã. O cadáver apresentava várias perfurações, mas ainda não foi possível esclarecer qual arma foi usada no crime.
Após a chegada da polícia, os bombeiros foram acionados para retirar o cadáver da água, que foi entregue aos cuidados da Polícia Científica. O corpo foi reconhecido pela família de Maicon.
A irmã dele contou também que outro irmão deles já tinha sido assassinado há algum tempo. O corpo de Maicon foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para passar por necropsia.
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL

Bookmark the permalink.